Dicas de cuidados e atenções com molas

O que são?

As molas são o principal elemento elástico da suspensão e, a partir do momento da sua instalação, já estão em trabalho, permanecendo acionadas pelo peso da
carroceria do veículo mais as cargas que ele estiver carregando. Elas absorvem as irregularidades do terreno, controlam a altura do veículo e atuam sobre o
alinhamento e equilíbrio da suspensão.

Como funcionam?

Com o veículo em movimento todas as oscilações de pista são absorvidas pela mola.
Sendo assim, uma lombada causa o fechamento da mola enquanto um buraco provoca sua abertura. Tanto na abertura quanto no fechamento a mola irá absorver
energia, que ao ser liberada será controlada pelo amortecedor, suavizando assim os movimentos de retorno da mola para a posição original. Portanto, a mola é quem
absorve grande parte dos movimentos recebidos pela suspensão. Desta forma, se as molas não estiverem boas, as condições de conforto, estabilidade e segurança ficam
seriamente comprometidas.

Efeitos de molas fadigadas:

São verificados por impactos constantes na suspensão, desgaste acentuado dos pneus, amortecedores e batentes.

Recomendações finais

1- As molas devem sempre ser substituídas aos pares, respeitando a posição de montagem especificada;

2 - As montadoras costumam liberar diferentes calibrações de molas para um mesmo veículo dependendo do nível de equipamentos das variadas configurações,
portanto antes da troca das molas, verifique se o veículo possui acessórios como: ar condicionado, transmissão automática e direção hidráulica além da
motorização, pois isso pode influenciar na escolha da mola a ser aplicada. A utilização de uma mola errada pode acarretar em problemas na altura, conforto e
dirigibilidade do veículo;

3 - A troca deve ser feita com ferramentas apropriadas devido sua elevada resistência elástica, evitando acidentes.